quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Obama pode mandar trinta mil soldados ao afeganistão



O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, manifestou na terça-feira (24) sua intenção de pôr fim ao “trabalho” no Afeganistão. Para isso, ele poderia enviar um contingente extra de 30 mil soldados. Segundo o The New York Times desta quarta, que traz o assunto em manchete, o presidente americano deverá anunciar formalmente a sua decisão em um comunicado à nação na próxima semana. Em entrevista coletiva no Salão Oval da Casa Branca, Obama falou em romper com as políticas que herdou do antecessor, George W. Bush, e disse que o objetivo é banir a Al-Quaeda da região e possibilitar maior estabilidade ao Afeganistão.

Um comentário:

Bruno disse...

Não entendo como ele vai "romper" com a doutrina Bush enviando mais soldados à região. Não consegue esconder o maior interesse americano, o petróleo.
E a Al-Quaeda não representa instabilidade à região do Afeganistão, mas, sim aos E.U.A..
Obama se contradiz em discursos feitos antes e depois da campanha eleitoral.